imagem para o microsite SIS one 4ALL
entrega nocturna cialis satisfação garantida viagra

Main menu:



pesquisa

Notícia da Lusa: Implementação de aplicação portuguesa corre bem – presidência UE

UE/Fronteiras
Implementação de aplicação portuguesa corre bem – presidência UE
2007-04-20, 14h11

Luxemburgo, 20 Abr (Lusa) – A implementação do sistema informático português nos Estados-membros que aderiram à União Europeia em 2004 com vista à supressão das respectivas fronteiras internas “está a correr bem”, disse hoje fonte da presidência alemã da UE.

Os ministros do Interior dos 27, reunidos no Luxemburgo, fizeram hoje um ponto da situação sobre este “dossier”, sensivelmente um mês depois de o governo português ter entregue aos nove países a aplicação informática “SISone4all”, e segundo avançou fonte da presidência alemã “a implementação do software está a correr bem, sem sobressaltos” e a aplicação “funciona muito bem”.

Em Dezembro passado, a UE aprovou uma proposta informática apresentada por Portugal que viabiliza o alargamento, no final de 2007, do espaço Schengen de liberdade de circulação de pessoas aos “novos” Estados-membros que aderiram em 2004.

O “SISone4all” foi desenvolvido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e pela empresa portuguesa Critical Software e consiste em adaptar o actual Sistema de Informações Schengen (SIS), a base de dados que liga os países deste espaço, dando-lhe capacidade para incluir os novos Estados da UE até à conclusão do SIS II, o sistema da segunda geração, bastante atrasado.

Dos dez Estados-membros que entraram em 2004 na União, apenas Chipre excluiu a possibilidade de adoptar o “SISone4all”, alegando que só estará pronto mais tarde, tendo os restantes nove – Eslováquia, Eslovénia, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia e República Checa – manifestado a intenção de cumprir os exigentes requisitos de segurança do espaço Schengen.

A avaliação final sobre os Estados-membros em condições de entrar no espaço Schengen será feita em Setembro de 2007 e a decisão sobre o levantamento de fronteiras terrestres e marítimas será tomada durante o Conselho de Justiça e Assuntos Internos de Novembro, durante a presidência portuguesa da União.

O SIS, com sede em Estrasburgo (França), e operacional desde 1995, é um gigantesco sistema informático comum que liga todos os países que aplicam o convénio de Schengen e que permite dispor, em tempo real, da informação introduzida na base de dados por cada Estado- membro, referente a pessoas (com mandados de busca ou dadas como desaparecidas, por exemplo) e objectos (como veículos roubados).

ACC.
Fonte: Agência LUSA

giant eagle pharmacy wadsworth ohiobuy cheap metronidazole